Tribuna Livre...

Tribuna Livre

          Festejos carnavalescos

          O senhor Antônio Maciel Botelho Machado participou da Reunião Ordinária realizada pela Câmara, no dia 6 de dezembro. Na oportunidade, ele demonstrou preocupação com a realização dos festejos carnavalescos, ilustrando que algumas cidades da região estão cancelando os eventos. Chamou a atenção para a propagação do vírus, que tem uma capacidade muito grande de multiplicação, causando processos inflamatórios muito graves.

         Explicou que de acordo com os cientistas, o Ômicron tem uma capacidade de multiplicação maior que as cepas ou variantes anteriores, o que causa uma certa preocupação, já que está presente em quase todos os continentes, e que já chegou em diversos Estados brasileiros. Explicou que a ciência ainda não teve tempo suficiente para estudar a variante profundamente, a fim de saber o grau de comprometimento que a população pode sofrer.

         Lembrou que a cidade tem limitações no sistema hospitalar, e que o hospital inclusive não conta com uma UTI. Destacou que o problema são as aglomerações, não apenas os festejos carnavalescos. Expressou que a população não precisa entrar em pânico, mas que as campanhas de esclarecimento devem ser mantidas, bem como as medidas de segurança, por todos, pois o vírus está vivo.

         Manifestações dos vereadores

         – O vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) reforçou que a população sofre com a contaminação do Coronavírus há dois anos e pediu cuidado a todos, pois a saúde no país está precária. Enfatizou a necessidade de prevenção relembrando as sequelas causadas pelo vírus. Reconheceu a necessidade de trabalho dos comerciantes e a importância de se evitar aglomerações. Recordou das dificuldades para se conseguir vagas nas UTIs da região, nos momentos mais críticos, citando que o hospital não atende pessoas contaminadas com o COVID-19.

         – O vereador Vivaldo Azevedo pediu cautela, pois não deseja ver os hospitais cheios. Defendeu a vida e felicitou a participação do senhor Antônio Maciel na Reunião Ordinária. Propôs que todos evitassem aglomerações, pois a população ainda está muito sensível ao vírus. Expôs que o Executivo terá responsabilidade em suas decisões formadas por opiniões do povo, pois faltam três meses para o Carnaval.

         – O vereador Gilson Rodrigues expôs a importância da fala do senhor Maciel para esclarecer a população. Colou que a variante está amedrontando o Mundo e desejou não perder mais familiares e amigos, reforçando a necessidade das medidas preventivas.

         – O vereador Osmar da Silva (Boé) louvou a participação do senhor Maciel na Reunião Ordinária. Considerou que a preocupação deveria ser de todos em favor da vida, que terão que aprender a conviver com o vírus e as novas variantes. Destacou a importância da precaução e da vacinação, bem como do trabalho para a sobrevivência dos cidadãos. Elogiou a decoração de Natal, transmitindo esperança para a população. Colocou que o Executivo está pensando nas necessidades financeiras da população e que ainda é muito cedo para se pronunciar. Demonstrou confiança nas decisões do Executivo e expôs as necessidades e dificuldades dos comerciantes em virtude da pandemia.

         – O vereador Fábio Curi, Líder do Governo, informou que não está definido se haverá ou não os festejos, mas que o Executivo tem a intensão de realizar um Carnaval com segurança. Completou que tudo está sendo estudado com muita cautela, com programações pontuais e familiares, com horários determinados, passeios ciclísticos e atrações artísticas e culturais, sem aglomerações. Reconheceu a necessidade de aquecimento na economia, uma oportunidade de trabalho para os que alugam as barracas, ambulantes, músicos e os que vivem de empregos temporários. Destacou que a saúde deve estar em primeiro lugar e pediu pensamento positivo e boa energia nesta época que antecede o Natal. Recordou que ainda não houve morte com a nova variante e demonstrou solidariedade com os familiares das vítimas.

         – O vereador Vinicius Hemetério destacou a necessidade de zelo, pois a situação exige seriedade. Pediu serenidade, cautela e certeza no período que antecederá o Carnaval, para que a decisão seja a mais acertada possível.

         – O vereador João Francisco (Sapê) considerou que ainda não era o momento de pensar no Carnaval, mas primeiramente nos festejos de fim de ano. Pediu cautela na tomada de decisões, pois o vírus mata.

         – O vice-presidente Nilton Américo felicitou a participação do senhor Maciel na Reunião Ordinária, alertando a necessidade de precaução diante de tantas incertezas. Recordou que a cidade é muito acolhedora recebendo turistas de muitas localidades, inclusive de grandes centros, principalmente no Carnaval. Perguntou se Caxambu teria estrutura para atender os possíveis contaminados após o Carnaval. Expressou que o momento é de cautela, com todo respeito que tem pelos comerciantes e hoteleiros. Demonstrou confiança no Executivo que deverá agir com bom senso.

         – O vereador Dennis Renato (Renatinho) comentou sobre os problemas de saúde acarretados com o COVID-19, reconheceu o avanço do estudo do vírus e reforçou a importância da vacinação, felicitando a cidade. Posicionou-se favorável a segurança e recordou que as cidades da região que cancelaram os festejos carnavalescos não recebem os turistas como ocorre tradicionalmente em Caxambu. Justificou que a cidade terá que ter condições de bem recebê-los com responsabilidade, pois não terá como controlar a entrada dos visitantes.