Tribuna Livre...

Tribuna Livre

Reunião Ordinária

         1o de março

         Secretária Ariana expõe na Câmara situação da Educação  

         A secretária municipal de Educação, Ariana Maria Oliveira de Paula, participou da Reunião Ordinária, no dia 1o de março. Ela recordou do início da pandemia, no dia 18 de março de 2020, data em que as aulas presenciais foram encerradas, permanecendo com as remotas até o fim do ano, e que o calendário letivo só foi concluído no dia 15 de janeiro. Recordou que todo o sistema de ensino foi mudado e que as atividades remotas trouxeram a princípio alguns transtornos, mas também muito aprendizado para a Secretaria, diretores, professores, pais e alunos.

         Explicou que as aulas retornaram no dia 17 de fevereiro e que fizeram uma enquete para conhecer a capacidade dos equipamentos dos professores, bem como dos pais dos alunos. Explicou que os professores voltaram no dia 16. No dia seguinte começou o ano letivo e as primeiras atividades foram entregues de forma impressa, nos dias 5 e 8 de março. Destacou que a Secretaria se prepara para através do sistema híbrido dispor de condições para fazer algumas gravações de aula com os professores quando fosse cabível.

         Manifestações dos vereadores

         – O vereador Vivaldo Azevedo questionou se as aulas passariam para o sistema online e se os alunos estão preparados diante das dificuldades das famílias em adquirirem os equipamentos eletrônicos necessários. Destacou que nem toda casa tem internet ou um celular, mas que os alunos necessitam de Educação, assim como as famílias, dos Centros de Educação Infantis para irem ao trabalho.

          A secretária Ariana destacou que as aulas ainda não seriam online, mas sim de forma remota e com atividades impressas; e que está em andamento um estudo preliminar para avaliar as condições de uma possível mudança no sistema de ensino. Acrescentou que a prefeitura capacitará os professores e as escolas para atuarem de forma online. Considerando as dificuldades encontradas para a realização das aulas online, em virtude da falta de internet ou equipamentos como computador e celular, optou pelas atividades impressas, pois é uma ferramenta que poderá ser entregue para todos, inclusive na zona rural.

         Comentou sobre o Decreto do Executivo e o possível retorno das aulas presenciais, de forma escalonada. Destacou que no dia 25, o Estado através de uma resolução, institui o ensino híbrido nas escolas estaduais, mas que cabe a cada município definir as formas de trabalho dentro da sua realidade. Destacou o “plano de retorno das atividades presenciais” e explicou que o município já adquiriu os equipamentos e insumos necessários para atender o possível ensino híbrido.

         Destacou que os alunos menores serão os últimos a retornarem devido ao contato direto com os auxiliares de creches e professores, e que todo processo de reabertura das unidades escolares deverá ser muito cauteloso. Relatou que está atuando de forma fundamentada e orientada pelas demais autoridades.

         – O vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) questionou sobre a aceitação do sistema novo de ensino pelos alunos; a alfabetização; e sugeriu que com o retorno das aulas presenciais, as escolas oferecessem aulas de reforço para não prejudicar ainda mais os alunos no seu futuro.

         Ariana informou que no começo a aceitação foi muito boa, porém ao final observaram alguns problemas devido à desmotivação dos alunos e as dificuldades dos pais de auxiliarem no aprendizado. Avaliou que após um balanço geral foi atingido cerca de 80 a 90% dos objetivos do ano letivo.

         A secretária informou que a alfabetização se trata de um trabalho específico da escola, defendendo que a Educação deveria estar entre as prioridades de vacinação. Defendeu a importância da alfabetização das crianças do primeiro ano e falou que infelizmente os alunos já contabilizavam prejuízos na Educação. Destacou que houve um amparo muito bom por parte das escolas, tanto na disponibilização de materiais, quanto no suporte dos mesmos, porém nada substituiu o objetivo maior que era alfabetizar esses alunos nesse período.

         Ariana explicou que a proposta do reforço escolar já consta no plano de retomada para o ensino presencial.

          – O vereador Dennis Renato Carneiro enalteceu o trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Educação e destacou as grandes dificuldades encontradas em 2020. Destacou os fatores científicos que abordam a infecção do coronavírus em crianças, sabendo-se que elas podem ser assintomáticas, mas transmitem o vírus, podendo ocasionar um surto ao reabrirem as escolas. Questionou sobre a disponibilização das refeições, dentro da estrutura escolar, já que algumas crianças dependem das merendas para se alimentar.

         Ariana explicou que a merenda já comprada foi distribuída, através de kits junto às famílias dos alunos, porém com grande dificuldade logística. Explicou sobre o cálculo de separação e distribuição dos alimentos para os alunos e abordou a necessidade de atingir as metas de gastos com a alimentação escolar.  

         – O vereador Osmar da Silva (Boé) questionou sobre os recursos destinados à alimentação escolar, bem como sobre a logística de ensino adotada para dar suporte aos alunos residentes na zona rural, durante o período da pandemia.

         Ariana explicou que o montante da verba do PNAE, cerca de 30% deveria ser destinado a compra dos produtores rurais da agricultura familiar. Comentou a existência de outra verba denominada QESE, que além de gêneros alimentícios também é possível utilizar em reformas das escolas, equipamentos entre outros. Explicou que os materiais são levados diretamente as casas dos alunos num intervalo de 15 dias, oportunidade em que são repassadas algumas orientações de ensino aos alunos. Falou que os kits de alimentos são repassados às famílias gradativamente, sendo impossível entregar tudo ao mesmo tempo.

         – O vereador Fábio Curi, Líder do Governo, defendeu a vacinação antecipada dos profissionais da Educação. Comentou que acompanhou a separação e distribuição dos alimentos às famílias, e elogiou os critérios utilizados pela Secretaria de Educação. Questionou sobre a situação dos cadastros das famílias e as dificuldades atuais para ter acesso a elas.

         Ariana explicou que a Secretaria de Educação estava providenciando uma nova pesquisa, de forma a atualizar os cadastros, bem como a efetivação das matrículas. Falou que havia um levantamento prévio, porém que era necessário atualizar as informações dos alunos do município.

         – O secretário Arnaldo Ribeiro discorreu sobre o Decreto Municipal datado de 25 de fevereiro, que autoriza o retorno das aulas no setor privado, considerando que se a autorização for estendida às escolas seria uma situação muito complexa. Leu a carta dos secretários estaduais de Saúde destinada à Nação Brasileira relatando a situação crítica que o Brasil passa no enfrentamento da pandemia. Comentou sobre os valores pagos pertinentes a UTI-COVID, sendo equivalente a cerca de R$ 2.500,00, mas que era uma questão prioritária em virtude da pandemia. Discorreu que o Brasil passa pelo pior momento da pandemia, e o mundo está atento ao aparecimento de novas cepas no país. Reforçou a necessidade de todos redobrarem os cuidados para futuramente não precisar lamentar o agravamento do caos da pandemia.

         Cidadão destaca potencial da cidade

         O senhor Carlos Alberto Aníbal, “Preto Rico”, participou da Reunião Ordinária realizada pela Câmara, no dia 1º de março. Ele destacou o potencial da cidade no âmbito do turismo, da cultura, entre outros recursos importantes que dispõe, que poderão ser mais explorados pela Administração, visando fomentar o turismo. Discorreu sobre a necessidade de uma reforma total no Parque das Águas, bem como do aumento da exploração e revenda da água Caxambu. Pediu apoio da população e o acompanhamento das ações dos representantes legais, através da participação popular e visitas contínuas nos órgãos públicos.

         Defendeu a modernização, através da reforma cultural e turística da cidade, incluindo a restauração dos imóveis patrimoniais e da infraestrutura da cidade, para oferecer mais conforto e receptividade aos turistas. Comentou sobre a organização do evento que elege a Miss Afro-descendente, tendo muito sucesso no Estado.

         Pediu a colaboração da comunidade do Santa Tereza com a coleta do lixo, que deverá ser colocado nas ruas pouco antes do caminhão passar, para não ser espalhado; e a cooperação dos motoristas para não transitarem na Rua Florentino Aníbal em alta velocidade. Cobrou a supervisão na obra de reforma da Rodoviária no período noturno, pois o local está muito escuro e colocando em risco a vida dos passageiros que embarcam ou desembarcam nos ônibus.

         Manifestações dos vereadores

         – O vereador Fábio Curi, Líder do Governo, discorreu que as reivindicações do senhor Carlos Aníbal seriam acatas pela Administração.

         – O vereador Vivaldo Azevedo felicitou a iniciativa do senhor Carlos Alberto em apresentar novas ideias para o desenvolvimento do turismo local.

         – O presidente Alessandro Fortes (Sandrinho do Som) cumprimentou a iniciativa e coragem do senhor Carlos Aníbal em participar da Reunião Ordinária apresentando reivindicações para a cidade, e desejou-lhe sucesso em sua vida pessoal.

Postagens similares

11

11