Tribuna Livre...

Tribuna Livre

Carnaval

O secretário municipal de Turismo e Cultura Felipe Condé participou da Reunião Ordinária, no dia 17 de fevereiro. Na oportunidade, ele falou da programação do Carnaval, de 21 a 25. Comentou que seria uma festa para a família e amigos, planejada com muito carinho e esforço da prefeitura e de voluntários. Informou que realizaram reuniões com a Polícia Militar, comerciantes e barraqueiros e que a programação diversificada envolveria o público com muita qualidade musical, adiantando o retorno do Carnaval da Saudade, no Parque das Águas.

Ao ser questionado pela vereadora Jenny Aragão (Gica) sobre a programação, o secretário informou que no Parque das Águas haveria a apresentação da Banda Bing Boom Band, Grupo Avenida do Samba, além de DJ.

Em relação aos gastos questionados pelo vereador Paulo Rodrigues, Felipe afirmou que estavam dentro do orçamento público e que a prestação de contas seria encaminhada à Câmara.

Já o vereador Renato Brandão demonstrou preocupação com a possibilidade de a chuva atrapalhar os foliões e sugeriu a colocação de barracas na área central. O secretário comentou que haveria duas praças de alimentação estruturadas com tendas, que alguns comerciantes iriam inserir tendas e que no antigo rinque de patinação, no Parque das Águas, aconteceria o Carnaval da Saudade.

Respondendo aos questionamentos do vereador Vinicius Hemetério, informou que em relação aos barraqueiros, a prefeitura adota a Ampla Concorrência, conforme a Lei 8666/93, uma forma mais democrática para o uso dos espaços públicos; que a legislação não permite a restrição apenas aos caxambuenses, e que uma ou outra barraca seria explorada por pessoas de fora, mas que empregariam moradores locais.

O vereador Hemetério questionou também se os munícipes podiam levar os coolers para o espaço, se o Corpo de Bombeiros emitiu os laudos para os locais do evento e se teriam brigadistas suficientes para atender o público esperado. O secretário falou que por questões de segurança desde 2017 foi adotado e passou a ser proibido o consumo de bebida em qualquer vasilhame de vidro e que os coolers seriam permitidos, com capacidade de até 20 litros, mas sugeriu à população a compra de bebidas no local.

Condé explicou que a prefeitura cumpriu com todos os requisitos necessários para a realização do evento e que as inspeções e autorização final seriam emitidas após a vistoria de todas as estruturas montadas, porém o projeto se encontrava aprovado e protocolizado dentro do prazo no Corpo de Bombeiros. Quanto ao número de brigadistas, teria uma quantidade muito maior do que a exigida pela legislação justamente para garantir a segurança no evento conforme o planejamento feito com a Polícia Militar.

Finalizando, o secretário Francisco Martins (Kiko) perguntou a respeito da geração de empregos no período carnavalesco; e se haveria uma perspectiva do retorno em impostos. O secretário Condé informou que as contratações públicas gerariam mais de 150 empregos diários, além dos oferecidos pela iniciativa privada. Informou também que o valor bruto da receita seria em torno de R$ 2 milhões, envolvendo todos os setores da cidade, e completou que a estimativa de valor seria gerada um mês depois do evento.

Desassoreamento do lago

O senhor José Maria Vieira participou da Reunião Ordinária realizada pela Câmara, no dia 17 de fevereiro. Na ocasião, ele questionou sobre o desassoreamento do lago do Parque das Águas. Sugeriu a formação de uma comissão com alguns cidadãos e vereadores para tentarem tratar deste assunto na CODEMGE/CODEMIG, oportunidade em que agradeceriam também a Companhia os melhoramentos realizados no Parque das Águas de Caxambu, e pediu o apoio da Casa para agendar a reunião. Reforçou a necessidade de urgência no desassoreamento e limpeza do lago e em suas vertentes.

– O vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) elogiou o senhor José Maria por sua preocupação com a situação do lago, reconhecendo a sua contribuição na busca de soluções para os problemas do município.