Requerimentos...

Requerimentos respondidos pelo Executivo

          Vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta – PSDB)

          Educação/COVID

         – Sobre as preparações da Secretaria Municipal de Educação para a retomada de aulas durante/após a pandemia do COVID-19, indagou as ações concretas para a retomada das aulas pela Secretaria Municipal de Educação, como o cronograma das aulas, a quantidade de alunos atendidos, as turmas atendidas por vez, se as aulas serão presenciais, online ou semipresenciais e como serão ministradas, a lotação máxima de alunos por sala e como serão as atividades recreativas com a interação dos alunos; se todos os professores municipais se encontram preparados em conteúdo para voltar a ministrar as aulas; se há algum comprometimento com o conteúdo do ano letivo e se todo o conteúdo será ministrado sem perdas; se houve capacitação de professores durante o período fora das salas de aula; como se dará a questão de aglomeração no deslocamento de alunos por meio do transporte escolar; e se as escolas estão dotadas de equipamentos de desinfecção (álcool em gel e líquido, etc.) de utensílios e para uso dos alunos.

         Executivo: Já enviamos o calendário do ano de 2021 para aprovação da SRE de Caxambu a qual somos subordinados, contemplando os 200 dias letivos (com início em 18/2/21 e término em 20/12/21), respeitando a Resolução SEE no 4.494 de 5/2/21.

         Os horários de funcionamento das Unidades Escolares continuarão em dois turnos (matutino de 7 às 11h20 e vespertino de 12h30 às 16h50) e as creches, em período integral.

         Temos, hoje, matriculados em nossa rede municipal, 1.488 alunos: sendo 840 no Ensino Fundamental, 365 na Educação Infantil e 283 nas creches municipais.

         Turmas atendidas: 81. Escola Municipal Chapeuzinho Vermelho – matutino 8, vespertino 9; Escola Municipal Pinguinho de Gente, 7 e 9; Escola Municipal Padre Correia de Almeida, 7 e 7; Escola Municipal Presidente John Kennedy, 4 e 5. Escola Municipal de Educação Infantil Branca de Neve, integral, 3; Centro de Educação Infantil Santa Rita, 4; Centro de Educação Infantil Santa Tereza, 4; Escola Estadual Monsenhor João de Deus, 4; e Centro Educacional Caxambu Velho, 10. 

         O retorno às atividades presenciais somente poderá ocorrer quando autorizado por deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19, com a liberação da vacina.

         A princípio estamos nos preparando para voltar de forma híbrida, de acordo com orientações do protocolo sanitário elaborado no contexto do COVID-19.

         A distribuição de alunos será feita com base na metragem de nossas salas de aula. Nossa estimativa é de 50% da capacidade, respeitando o protocolo de distanciamento.

         Será seguida a recomendação do “Plano Minas Consciente” que orienta sobre as atividades ao ar livre nas escolas, com a presença do profissional responsável por esta atividade, para garantir o distanciamento e evitar contato físico, bem como compartilhamento de equipamentos e objetos.

         Considerando que o trabalho não parou e que os professores continuam ministrando os conteúdos, ainda que de forma remota, a resposta é SIM, estão preparados, mesmo porque eles são habilitados para tal.

         Com certeza haverá um comprometimento de conteúdo em todas as modalidades, mesmo com todo o trabalho e empenho dos profissionais da educação em elaborar e planejar as atividades remotas, a defasagem será bem expressiva.

         Capacitações diretas aos professores não houve. O que fizemos foi orientá-los através de reuniões virtuais, repasses de informações precisas a cada etapa a ser implantada, através das diretoras e pedagogas, procurando mantê-los informados para realizarem seus trabalhos, a fim de atender os alunos da melhor forma possível.

         Como temos oito rotas que transportavam, no início da pandemia, 571 alunos, este estudo ainda não está totalmente concluído. A redução de alunos transportados, a princípio já é certa. Lembrando que a prioridade, com relação ao repasse recebido do Governo Estadual, é o transporte dos alunos residentes na zona rural.

         As escolas encontram-se devidamente equipadas com todos os itens necessários apresentados nos protocolos sanitários de retorno às atividades presenciais: álcool gel 70o, tapetes sanitizantes, termômetros digitais, máscaras, demarcadores de chão e parede, material de limpeza para desinfecção dos espaços, sabonete líquido, toalhas de papel etc.

         No que se refere a utensílios, as escolas por meio das verbas recebidas se mantém abastecidas.

         Quanto aos alunos, já foram matriculados e estão participando de forma remota.