Projetos apro...

Projetos aprovados pela Câmara – Primeira votação

Projeto de Lei no 60/21

Denomina Espaço Público

A unidade da Estratégia Saúde da Família (ESF), antigo PSF do Vila Verde, fica denominada ESF “Marina Pereira Pinto Figueiredo”.

Marina Pereira Pinto Figueiredo (1981-2020) foi professora do Ensino Infantil e Fundamental e graduou-se em Normal Superior na Universidade Vale do Rio Verde (UNINCOR), em Três Corações, e em seguida concluiu sua pós-graduação e realizou vários outros cursos na área escolar.

Lecionou no Centro Educacional Genny Gomes e posteriormente na Associação Cultural Franciscana em Cruzília e Baependi. No Colégio Santo Inácio, em Baependi, realizou um trabalho que esbanjava carinho e dedicação, e o amor pela profissão sempre foi sua marca. Marina era companheira e divertida, sorridente e animada, estabanada, criativa, proativa, perfeccionista…

Fundou o Grupo Amigos do Riso. Ah, Maricota… sempre guardaremos sua alegria e força! Integrou o Grupo de Teatro “MAJURETÁ”, com seu filho Murilo e esposo Eduardo. Tia Marina tornou-se mais que integrante, foi convidada a fazer parte da coordenação do Grupo. Trabalhou como atriz e sonoplasta e ajudou a comandar um elenco e peças grandiosas que atuaram aos arredores de Baependi e Caxambu.

Teve câncer e nos últimos três anos e três meses de vida, em tratamento constante, nunca deixou de sorrir, lutar e acreditar na sua cura. Marina nos ensinou que o segredo da vida é viver! Viver a vida intensamente, mas nunca perder a fé!

Por tais motivos, merece aquele espaço público a denominação que se propõe, numa singela homenagem à memória da amiga Marina Pereira Pinto Figueiredo, justificou o vereador Fábio Curi, ao apresentar o projeto.

“A justificativa que encaminhou o Projeto de Lei com o nome mencionado demonstra, com sobra, a motivação e o merecimento da escolha. Marina se destacou em nossa sociedade com suas ações e, principalmente, na área da educação. Com essa iniciativa sua pessoa se tornará ainda mais lembrada em nossa cidade”, justificou a Comissão de Legislação, Justiça e Redação, composta pelos vereadores Vinicius Hemetério (presidente), Júlio Nogueira (Júlio da Corneta – vice-presidente) e Nilton Américo – suplente do secretário), no parecer.

O projeto foi aprovado em primeira votação, no dia 9 de agosto, por unanimidade.