Grande Expedi...

Grande Expediente

       Reunião Ordinária

       18 de maio  

        – O vereador Paulo Rodrigues recordou que os vereadores estão trabalhando muito desde o início do mandato, e não apenas no corrente ano, como alguns cidadãos têm criticado. Recordou que não divulga o seu trabalho nas redes sociais, mas que tem um arquivo pessoal, e pediu que as pessoas acompanhassem e se interessassem mais pelo trabalho desenvolvido por cada um deles.

       – O vereador Vinicius Hemetério recordou que a atividade turística será a última a ser retomada no País e fez um apanhado geral da atual situação, desejando que seja revertida oportunamente no município. Explicou que terá que haver planejamento turístico, adequação, prevenção e preparação para a retomada. Informou que o Conselho Mundial de Viagens e Turismo e a Organização Mundial de Saúde vêm desenvolvendo estratégias buscando unificar medidas de proteção para o setor com as seguintes diretrizes: desinfetar, espaçar, digitalizar, higienizar e não relaxar. Explicou que estes órgãos lançaram protocolos para a retomada do setor pós-pandemia. Noticiou que o Ministério do Turismo está prestes a lançar o selo turista protegido, com protocolos de boa prática. Sugeriu algumas medidas para a cidade: a disponibilização de apartamentos nos hotéis para alojamento provisório de moradores carentes e de grupo de risco com necessidade de isolamento, bem como para os profissionais que estão na linha de frente, despesas a serem pagas pela prefeitura; a abertura das cozinhas dos hotéis para vendas de refeições com o sistema delivery, inclusive para as pessoas que estão em isolamento; e a aquisição de equipamentos e oferecimento de treinamento para higienização de ambientes. Pediu que o município direcionasse verbas para o Hospital, caso recebesse da União; e que a Câmara estudasse a possibilidade de adiantar a devolução de parte dos seus recursos para a prefeitura. Informou e agradeceu ao deputado federal Newton Cardoso Júnior o cadastro de uma verba no valor de R$ 200.00,00 para o Hospital de Caxambu, que em breve deverá ser depositada na conta do Hospital. Recordou que no dia 22 de maio comemora-se o dia de Santa Rita, pedindo a sua proteção para todos os caxambuenses.

        – O vereador Mário Alves reforçou a necessidade de apoio da CEMIG e COPASA em prol dos munícipes. Comentou que a vida é feita de escolhas e que uma delas é a dedicação à vereança, destacando que existem vários tipos de políticas e que tudo na vida tem cunho político. Comentou que apresentou dois ofícios, sendo um para o prefeito e outro para o promotor de Justiça a respeito dos casos de COVID – 19, com alguns funcionários da Caixa Econômica Federal, uma questão de saúde pública, mas que foi mal interpretado por alguns cidadãos. Referindo-se ao ofício encaminhando cópia do relatório remetido pelo Hospital Cônego Monte Raso de Baependi à Secretaria Municipal de Saúde de Caxambu, para ciência dos vereadores, na Reunião Ordinária, no dia 11 de maio, observou que o documento não foi assinado pelos diretores do Hospital de Baependi, mas por um membro do Conselho Fiscal. O vereador repassou informações detalhadas da internação e transferência do paciente, obtidas através do presidente da ACAPS, Roberto Mendes Paiva, que informou inclusive que o Hospital de Caxambu recebeu o resultado do exame do paciente, negativo para o COVID – 19, no dia 11 de maio. Pediu que a Câmara apresentasse um requerimento ao Hospital de Baependi, com o mesmo teor do apresentado pelo vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) para esclarecimentos. Pediu ao Executivo a prorrogação do prazo para o pagamento da parcela única do IPTU, sem multa.

       – O vereador Fábio Curi, Líder do Governo, comentou que alguns cidadãos têm criticado a postura de alguns fiscais da prefeitura, mas pediu mais respeito por parte de alguns comerciantes para com os servidores, principalmente nesta época de pandemia. Recordou que os fiscais defendem a saúde da população, enquanto os comerciantes buscam o sustento diário, pedindo que ambos fossem solidários uns com os outros. Agradeceu à Secretaria de Saúde e à Polícia Militar o trabalho desenvolvido, recordando que a população tem conhecimento das medidas preventivas. Reforçou a importância da solidariedade entre os municípios de Caxambu e Baependi. Concordou com a possibilidade de adiantamento da devolução de parte dos valores da Câmara para a prefeitura. Explicou que nem todas as ações pós-pandemia dependerão do Executivo e recordou que muitos hotéis da cidade estão fechados. Informou que a prefeitura está dialogando com o Sindicato de Gastronomia e Hospitalidade de Caxambu (SIGAH) que propõem a remarcação das diárias. Pediu que a Câmara enviasse um ofício à CEMIG e à COPASA pedindo ações em prol dos mais atingidos com a pandemia, com diálogo e solidariedade, em todo o Estado. Explicou que a Casa tem a função fiscalizadora e que por isso o vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) apresentou o requerimento referente ao relatório, sem julgamento. Recordou que o documento foi encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde, que enviou cópia à Câmara para ciência dos vereadores.

       – O vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) recordou que enviou um ofício à prefeitura de Baependi pedindo que fosse revista e que facilitasse a entrada dos moradores de Caxambu, naquela cidade; e que apresentaria outro, pois os caxambuenses não estão entrando pelo portal, apenas pelo trevo de acesso à BR – 267. Reforçou que estava apenas exercendo a função fiscalizadora ao apresentar um requerimento solicitando as informações sobre a transferência de determinado paciente do Hospital de Caxambu para o de Baependi.

          – O vereador Renato Brandão reforçou que os vereadores estão trabalhando arduamente, desde o início do mandato, mesmo nesta época de pandemia. Colocou que a Câmara e a prefeitura já estão trabalhando para o pós-pandemia, para alavancar principalmente o turismo. Comentou que o País já vinha passando por dificuldades econômicas, agravadas mais ainda agora. Pediu a criação de um plano envolvendo todos os setores, mantendo inclusive a empregabilidade no município. Reforçou a necessidade de a Câmara adiantar a devolução de parte de seus recursos para o fortalecimento do caixa da prefeitura. Propôs a união dos municípios de Caxambu e Baependi no processo de conscientização econômica no pós-pandemia. Pediu cuidado com a propagação das fake news.

         – O secretário Francisco Martins (Kiko) comentou que, como presidente da Comissão da Ordem Social, aguarda as respostas do requerimento apresentado pelo vereador Júlio Nogueira (Júlio da Corneta) para andamento do que foi relatado pelo Hospital de Baependi. Também destacou a necessidade do adiantamento da devolução de recursos da Câmara para a prefeitura, o que costuma acontecer no fim do ano, para investimento nos profissionais da Saúde, que estão na linha de frente do combate ao COVID – 19.